Translate

Pesquisar este blog

sábado, 5 de abril de 2014

FARINGE

ACEITAÇÃO DOS FATOS TRIVIAIS

É a parte do sistema digestivo que serve como via tanto para o sistema respiratório quanto para o digestivo. Ela permite ao indivíduo respirar por meio da boca, mesmo se as cavidades nasais estiverem obstruídas.
Engolir é o ato pelo qual os alimentos se encaminham da boca, através da faringe, ao estômago. Esse ato também é conhecido como deglutição, em que ocorre o transporte compulsivo do bolo alimentar, a partir da ação voluntária da língua que impele o bolo a penetrar no interior da faringe, sendo conduzido por contrações de alguns músculos da faringe até penetrar no estômago.

A faringe relaciona-se com a aceitação das situações corriqueiras que eventualmente surgem no dia-a-dia ou nas relações com as pessoas de nosso convívio.

Quando estamos diante de acontecimentos que não nos agradam mas são inevitáveis, temos determinadas reações a eles. A maneira como reagimos interiormente a isso pode interferir no bom funcionamento da faringe.

Um termo popular que expressa bem a relação metafísica é "engolir sapo". São aquelas coisas que as pessoas de seu convívio fazem ou falam, e você não admite mas não tem como revidar. Pode também ser uma colocação ou atitude feita por alguém que ocupa um cargo superior ao seu na empresa onde trabalha, e você não tem outra alternativa senão engolir". Imagine você participando de uma reunião que aborda um assunto com o qual você não concorda, entretanto não pode apresentar seu ponto de vista acerca do que está sendo exposto. Como dizem, tem que "engolir a seco".

Para o bom funcionamento da faringe, deve-se fazer uma distinção entre você e as outras pessoas. Pode ser que você jamais fizesse daquela maneira ou dissesse aquilo. Entretanto, quem está fazendo ou dizendo não é você. Temos o péssimo hábito de querer que os outros sejam como nós, ou que façam as coisas da mesma maneira que nós faríamos.

Quando não aceitamos algo que os outros fazem ou falam, estamos querendo moldar a realidade do outro à nossa, sem considerarmos o nível de experiência que aquela pessoa está adquirindo com aquele processo. 

Mesmo que for aos tropeços, ela irá aprender com aquilo. De uma forma ou de outra, a experiência individual será adquirida. Ao invés de ficarmos julgando os processos dos outros com nossos valores, por mais próximos que eles sejam de nós, convém zelarmos mais por nossa própria experiência e não querer que o mundo e as pessoas se moldem à nossa realidade.



FARINGITE

IRRITAÇÃO POR NÃO SABER LIDAR COM OS EPISÓDIOS DESAGRADÁVEIS

E uma inflamação da faringe que ocorre quando ficamos irritados com os "sapos que engolimos" nas situações corriqueiras. Quando não aceitamos as situações do meio em que vivemos ou as atitudes das pessoas de nosso convívio e nos irritamos, nos tornamos vulneráveis à inflamação da faringe.

A faringe é afetada da mesma forma com que estamos sendo atingidos pela situação. A congestão da mucosa laríngea refere-se ao quanto nos congestionam com as idéias ou fatos que estamos presenciando. A dor e a dificuldade em engolir retratam o quanto estamos sendo machucados e o quanto recusamos engolir os acontecimentos.

Convém lembrar que, se tudo que os outros fazem ou falam lhe provoca irritação, é porque tem a ver com seu interior. Você pode discordar, pois sua realidade aparente não condiz com aquela situação, não é sua verdadeira identidade. Isso é muito claro, pois o fato de não engolirmos algo denota o desconhecimento de nós próprios. Ficamos irritados porque somos ameaçados naquela imagem que insistimos em manter, acreditando que somos aquilo que idealizamos ser. Com isso, negamos nossa verdadeira maneira de ser e irritamo-nos profundamente ao ver o que tentamos esconder em nós claramente estampado nos outros. 

Quando essa irritação afeta a faringe, é sinal de que já não conseguimos mais nos "engolir" daquele jeito.
Isso pode ocorrer de maneira mais generalizada, como em sua família, por exemplo. No momento em que você não mais aceita sua família com as "falhas" que ela possui, essa irritação será transferida para sua faringe.

Essa não-aceitação pode se dar no campo profissional, revelando sua recusa em aceitar o fato de que você trabalha numa empresa repleta de fatores obscuros e negativos, bem como junto a pessoas com "falhas" insuportáveis que dificultam uma convivência harmônica. Entretanto, essa situação foi inteiramente atraída pelo próprio processo de vida em que você se encontra no momento. Trata-se de uma situação criada por sua própria recusa em aceitar que essas mesmas "falhas" alheias possam existir também em você.

Metafísica da Saúde. Vol. 1

2 comentários: