Translate

Pesquisar este blog

quarta-feira, 30 de abril de 2014

HISTAMINA

Atitude afetiva


Trata-se de um neurotransmissor que age de maneira estimuladora sobre alguns órgãos. É um potente vasodilatador das pequenas artérias, principalmente do coração, aumentando a frequência cardíaca. 

Praticamente todos os tecidos do corpo liberam histamina quando são lesados, encontram-se inflamados ou apresentam reações alérgicas. 

 Metafisicamente, refere-se à nossa atitude afetiva diante das adversidades da vida. Encarar com ternura o que nos acontece representa uma condição propícia para estabelecer uma relação 
harmoniosa com a vida. O nosso ganho por esse ingrediente afetivo é o aumento de disposição e do vigor físico. 

 À medida que gostamos de algo, estimulamo-nos para nos relacionar com aquilo. O afeto é um ingrediente positivo na interação com o ambiente. Ele promove a disposição necessária para lidar com os acontecimentos existenciais, favorecendo, inclusive, a aproximação com as pessoas 
que nos rodeiam. 

 A maneira como você encara o que se passa ao seu redor, vai determinar a sua resposta aos acontecimentos. Se você encarar com ternura, terá mais serenidade; se for arredio, encontrará turbulências; se for indiferente, o acontecimento se intensifica para despertar você a interagir com o que está ao redor. Dentre essas possibilidades, a afetiva é a melhor delas: favorece a conquista dos objetivos e intensifica a satisfação de vida. 

 Antes de qualquer manobra existencial é viável consultar seus sentimentos em relação à situação. Se você gostar do que faz, terá mais prazer, aumentará a motivação, e também vai se satisfazer ao realizar tais atividades cotidianas. A afetividade promove inúmeros ganhos pessoais e existenciais. Além desses fatores subjetivos, o afeto promove uma série de reações no corpo. Uma  delas é a influência positiva na produção de histamina. 

 Torne a afetividade a sua maior fonte de satisfação. Comece a apreciar o que você está realizando no momento, antes mesmo de colher os bons frutos. Não dependa dos desfechos promissores para se satisfazer, pois esses dependerão da maneira como você está atuando no presente. 

Busque no seu interior, principalmente no campo da afetividade, os principais ingredientes para a sua motivação. Não se baseie nas expectativas de sucesso, mas sim na satisfação de estar executando algo e por isso, ter boas perspectivas de vida. Gostar do que se faz promove o bom desempenho nas atividades e favorece a realização pessoal. 


Metafísica da Saúde 4

Entendendo como histamina produz sintomas de alergia

As alergias são essencialmente uma reação exagerada do sistema imune do corpo a substâncias que normalmente inofensivas para a maioria das outras pessoas. Estas substâncias são o que são conhecidos como allergensdust, moldes, pólen, pêlos de animais, e outros semelhantes. Os alérgenos em si não são a causa dos sintomas associados com alergias miseráveis, e não sua resposta, o bodys que é o culpado.
Para um indivíduo afligido com alergias, o sistema imunológico erroneamente considerando alérgenos ser invasores, assim, mobilizar o corpo para atacá-los. A histamina é a substância responsável para o ataque e para os sintomas de alergias terríveis. No entanto, para entender como a histamina afetar o corpo e produz efeitos adversos, é preciso entender o que é a histamina.
O que é histamina?
Webmd.com define histamina como uma amina derivada de histidina vasodepressor. Histamina mantém a homeostase bodys, que é a capacidade do corpo para regular o seu ambiente fisiologicamente interior, garantindo a estabilidade em face das variações no ambiente exterior. Além disso, é um importante neurotransmissor no sistema imunológico, agindo como um director de células brancas.
Em outras palavras, a histamina é essencialmente a regulação do corpo. No entanto, o que acontece quando reações alérgicas ocorrem?
Imunoglobulina produz respostas alérgicas
Imunoglobulina (IgE) é responsável pela reacção inicial, de acordo com Pollen.com. A reacção em cadeia ocorre quando alérgenos anexar a IgE, o que, por sua vez, anexar a mastócitos e basófilos e células sanguíneas. Os mastócitos e basófilos liberação de histamina, criando assim os sintomas de coriza, olhos lacrimejantes e assim por diante, que caracterizam uma reacção alérgica.
Quando a IgE é libertado, que tem uma série de efeitos, dependendo de qual dos quatro receptores H1 H4 embora possível, com os quais entra em contacto. Estes receptores têm funções diferentes, algumas das quais, mas nem todas, envolvem reacções alérgicas.
A estimulação dos receptores de histamina
Embora estes regular o relógio interno bodys, a estimulação excessiva dos receptores H1 provoca alergia clássico e muitos dos sintomas da febre do feno. Esses receptores também causar urticária, constrição brônquica, doença de movimento, e dilatação dos vasos sanguíneos. A maioria dos medicamentos anti-histamínico alvo desses receptores.
Receptores H2 estão localizados principalmente no revestimento do estômago, responsável por regular os níveis de ácido gástrico. Excesso de estimulação desses resultados em sintomas de gripe de estômago. Receptores H3 inibem mais libertação de histamina pela inibição da síntese seu. Receptores H4, localizadas no timo, intestino delgado, baço, medula óssea, e o cólon, regular as células brancas do sangue, que são libertados a partir de medula óssea.
Por que a miséria Ocorre
Os corpos de quem sofre de alergias conter anticorpos que têm como alvo antígenos específicos. Embora os alérgenos são geralmente inofensivos, muitas vezes, incluem antigénios de bactérias e vírus. Além disso, quando se ligam aos mastócitos e basófilos para libertar histamina, que produzem uma resposta inflamatória do corpo. Esta resposta faz com que fluidos para liberar a partir de capilares e células brancas do sangue. Vasos sanguíneos também se dilatam, causando outros agentes inflamatórios para entrar na área. A histamina também aumenta a secreção do corpo, tais como muco, produzindo mais dificuldades.
Deste modo, as reacções alérgicas são, essencialmente, o resultado final de uma série de reacções em cadeia para as substâncias que são normalmente consideradas inofensivas, com histamina actuando como catalisador principal.

19 comentários:

  1. Sofro muito com o nível de histamina, resultando em urticária crônica, faço tratamento com anti-histaminico, isso não tem fim?Eliete Castro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minha irmã sofre do mesmo problema toma anti histaminico há 1 ano e se ficar 1 dia sem já incha a boca e coceira no corpo todo...N sabemos o q fazer...

      Excluir
    2. Minha irmã sofre do mesmo problema toma anti histaminico há 1 ano e se ficar 1 dia sem já incha a boca e coceira no corpo todo...N sabemos o q fazer...

      Excluir
    3. Existe um tratamento com vacina. A duração do tratamento é de 4 meses, mas depois não precisa tomar anti-histamínico direto.

      Excluir
  2. Existe vacina para tratar renite alérgica. Meu marido ficou curado com a vacina específica. Procure um médico alergista para este tratamento.

    ResponderExcluir
  3. Existe vacina para tratar renite alérgica. Meu marido ficou curado com a vacina específica. Procure um médico alergista para este tratamento.

    ResponderExcluir
  4. Sugiro procurar a acupuntura. Porque isso pode ser deficiência de Qi do pulmão provavelmente! E se for... tratar Tbém a tristeza com um psicólogo.

    ResponderExcluir
  5. Alguém.conhece algum medico q faz tratamento com vacina anti histaminica?
    Minha irmã tem.mta alergia e tona via oral todos os dias e dos médicos q ela passou nenhum trata com vacina..obr

    ResponderExcluir
  6. Sofro com essa alergia desde quando eu tinha 13 anos hoje tenho 35 e até hoje nunca tive tratamento adequado ja passei por muitos médicos quando ela ataca já mi bate a depressão não saio mas de casa não tralho não tenho pique pra nada só fico trancada e choro.muito hoje não sei mas o que fazer da minha vida já gastei muito co remédis pomadas

    ResponderExcluir
  7. Também tenho esse problema a anos uma coceira no corpo que nunca acaba, problema respiratório e uma gastrite que nunca acaba só melhora quando tomo anti histaminico.O médico me falou do tratamento com vacina mas é um pouco caro pra mim.

    ResponderExcluir
  8. Também sofro muito com tudo isso.
    Realmente o nível elevado de histamina desencadeou uma urticária crônica em mim.
    Já cansei de tratamentos que não deram certo, já gastei muito em consultas com dermatologista, comprimidos, injeções, pomadas...
    O pior é a vergonha...A pele toda marcada por cicatrizes que nunca vão sumir, as pessoas que não entendem..
    Não frequento mais a praia e nem piscina... Não uso mais shorts, nem saia.. Só roupas compridas que dá para esconder o corpo.
    O pior é que não tem jeito, já tentei de tudo... Ameniza, mas sempre volta.

    ResponderExcluir
  9. Sofro a quase 3 anos com esse problema. Já troquei de remédio 4 vezes, no início faz efeito mais depois volta tudo de novo. Não aguento mais essas coceiras e muito menos esse tratamento q não resolve com o problema.

    ResponderExcluir
  10. Michele, Boa noite
    Sofro do mesmo problema desde maio de 2016 em outubro começou a piorar dezembro fiquei um mês sem ter reação nenhuma...em janeiro voltou tudo denovo para minha tristeza estou passando com um alergista e Imunologista para obter a ajuda necessária porque ninguém merece viver o resto da minha com essas manchas no corpo que vem e voltam...acredito que tenha alguma solução, assim que tiver um retorno do médico informo a vocês caso tenha alguma novidade, mas vamos confiar em Deus que ele tem o melhor reservado para nós manteremos a calma para passar por mais esse obstáculo

    ResponderExcluir
  11. Estou com urticária cronica. Tive a sensação que os antialérgicos fizeram acordar mais Ainda o problema. Tomo alektos todos os dias e Ainda sinto coceiras . Se alguém souber da vacina anti histaminica me avisa? Obrigada https://youtu.be/dScWBlvmkE8

    ResponderExcluir
  12. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  13. Sofri por muitos anos com renite alérgica, fiz tratamento homeopático, fiz vacina, fiz tratamento com médico alergista, enfim fiz de tudo, simpatia, babosa batida no liquidificador, o que me mandavam fazer eu fazia, tomava remédios todos os dias! Bem, isso foi por mais de 20 anos, mas hoje estou praticamente curado, dificilmente tomo remédios, como consegui? Vou tentar resumir, eu estava um pouco acima do peso, não conformado eu comecei a ir na academia caminhar na esteira, depois comecei a correr na rua com um grupo de corridas, como eu sofria demais eu comecei a pesquisar uma alimentação pra correr, hoje como pelo menos 3 frutas por dia, não tomo refrigerantes nem suco de caixinha, nem leite de caixinha, minha bebida preferida é água, compro a água mais alcalina que tem na minha cidade, consegui emagrecer 15 quilos, e em 5 anos devo ter tomado anti-alérgico umas 6 ou 7 vezes apenas! Uma vitória! Além da alimentação aprendi a pensar positivamente, não assisto novelas nem filmes degradantes mais, pois acredito que essas baboseiras que a televisão nos coloca acaba influenciando nosso psicológico, que atinge nossa saúde também! Espero que sirva de ajuda! Abraço

    ResponderExcluir
  14. urticaria e todos os sintomas alérgicos foram curados definitivamente qdo indiquei para a pessoa que se encontrava em desespero a comprar um filtro de barro com três velas,ja tinha um com duas velas esse de parede elétrico. Contudo orientei q pegasse a agua do filtro de parede e jogasse no filtro de barro totalizando cinco velas,conseguindo assim eliminar todo o cloro existente na agua.hoje totalmente curada, três anos se passaram nem fala mais sobre o assunto. Adeus remédios .Vida nova

    ResponderExcluir