Translate

Pesquisar este blog

quinta-feira, 10 de abril de 2014

PRÓSTATA




Caráter masculino.

A próstata está situada na região pélvica. Circunda o colo da bexiga e a parte inicial da uretra. E constituída por tecido glandular e muscular.

Sua principal função consiste na secreção de uma substância líquida, que é misturada ao esperma na uretra no momento da ejaculação. Esse líquido ativa os espermatozóides, dando consistência e viscosidade ao sêmem. A próstata também desempenha um importante papel no mecanismo que regula o fluxo urinário.

Metafisicamente, a próstata refere-se às características individuais do homem. Seu estilo natural e a maneira de proceder numa situação. Esses aspectos são evidentes na figura masculina. É difícil para o homem admitir que exista outro jeito de atuar na vida que seja melhor que o dele. Mesmo não alcançando os melhores resultados atuando a sua maneira, persiste naquele procedimento, resiste em adotar outros comportamentos.

Para ele é muito importante alcançar os objetivos agindo a sua maneira. E isso que o faz sentir-se vigoroso e capacitado. Participar ativamente das situações que o cercam é imprescindível para a figura masculina.
Ao perder o referencial de si mesmo, sabotando suas características, o homem compromete o seu caráter, amargando uma das maiores derrotas, que é ver seu estilo massacrado por uma realidade que deteriora sua integridade.

Caso o homem não preserve seu modo de ser, ainda que seja aceito pelos outros e até alcance os seus objetivos, não se sentira realizado e feliz. Lembre-se! Não adianta você conquistar tudo na vida e perder o seu caráter. Se você não preservar seu estilo, mesmo usufruindo de privilégios ou tendo muitos bens materiais, será uma pessoa infeliz, pois perdeu o que há de mais valioso na vida.

Para que o homem seja feliz e bem-sucedido precisa renovar-se e aprimorar-se, mas nunca anular-se, deixando de ser o que é ou de fazer o que gosta só para contentar os outros ou ser aprovado pelo meio.


PROBLEMAS NA PRÓSTATA
Deixar de ser original e perder o caráter.

A estrutura da próstata não permanece a mesma durante toda a vida. Esse órgão sofre variações de acordo com a idade. Essas alterações fisiológicas expõem a próstata ao surgimento de doenças.
Metafisicamente, os problemas de próstata referem-se a significativas alterações de conduta do homem. Ele perde a originalidade, transgride sua natureza íntima, adotando posturas na vida que não estão de acordo com sua essência.

Os insucessos obtidos por seus procedimentos indevidos nas situações do passado fazem com que o homem se revolte com sua própria conduta. Diante dos resultados desastrosos obtidos na vida, em vez de aprimorar-se, adota um comportamento contrário a suas origens, frustrando-se como pessoa.

A culpa figura entre as principais causas metafísicas das doenças de próstata. Assumir total responsabilidade pelos problemas gerados no meio em que vive faz a pessoa sentir-se culpada pela conduta adotada na situação. Como punição por seus atos desastrosos, o homem se anula, reprimindo sua espontaneidade.
O medo de errar outra vez e a insegurança quanto a sua maneira de agir fazem com que o homem se retraia diante das situações, buscando apoiar-se nos outros ou, simplesmente, moldando-se a um estilo que não coincide com seus princípios.

Quando uma mulher perde a originalidade, desvirtuando sua maneira de ser para agradar os outros, mesmo assim continua sendo uma pessoa agradável para aqueles que estão a sua volta. No entanto, quando um homem deteriora o seu estilo, tornando-se moldado ou dominado pêlos outros, passa a ser uma pessoa insignificante e indiferente no ambiente onde vive.

A manifestação de suas qualidades interiores contribui significativamente para o ambiente a sua volta. Viva sua própria história e não queira seguir a trajetória do outro. Não adote o modelo das pessoas, aprenda com elas, mas faça do seu jeito. Imitar os outros não lhe proporciona sucesso pessoal. Seja fiel a suas características. Mantenha-se sempre do seu lado. Mesmo agindo de maneira indevida, aprenda com as experiências, mas não sufoque sua essência.

Dentre os problemas de próstata destacam-se três principais. São eles: inflamação (prostatite), aumento de volume (hiperplasia prostática) e tumores (carcinoma).


PROSTATITE

É uma inflamação na próstata que, metafisicamente, revela um alto grau de irritabilidade do homem, por não se sentir em condições para resolver os problemas que o cercam.

Em vez de mobilizar-se a fazer o que é necessário para resolver as dificuldades cotidianas, desgasta-se com as queixas de que não é bom o bastante ou não se encontra suficientemente preparado ou com forças para realizar o que é preciso.

Suas reclamações acerca das dificuldades que o afligem refletem a falta de confiança em si mesmo. Para superar essa condição é necessário acreditar que você tem condições para corresponder a todos os desafios que a vida impõe no seu caminho.


HIPERPLASIA PROSTÁTICA

É o aumento benigno do volume da próstata. Fisiologicamente, é uma desordem extremamente comum em homens acima dos cinqüenta. É caracterizada pela produção de grandes nódulos na próstata.

Metafisicamente, reflete os bloqueios gerados na expressão natural do homem, as dificuldades para agir a sua maneira e conduzir as situações da vida de acordo com aquilo que lhe convier.

Alguns homens, no entanto, reagem de maneira oposta àquilo que sentem. Tentam persuadir aqueles que o cercam, querendo implantar neles seu próprio estilo. Mostram-se sempre determinados e seguros, mas na realidade são frágeis e indecisos.


CARCINOMA

São tumores malignos na próstata.Trata-se do câncer mais comum no homem. Metafisicamente, surge em decorrência das mágoas causadas pelos fracassos provocados pelas ações indevidas que resultaram em grandes tragédias para si e para o meio em que vive. Ou ainda, o arrependimento por não ter leito aquilo que sabia que era necessário, por não proceder no devido momento.

Os resultados desastrosos estão presentes em seu ambiente. Constantemente o homem se depara com seus próprios insucessos, que degradam sua hombridade, aniquilando a chance de superar aquelas dificuldades pessoais.

Na verdade, ele não se perdoa pela maneira como agiu no passado, ou por não ter mantido seu próprio estilo, o que resolveria a situação naquela época. Em vez disso, procedeu de acordo com aquilo que os outros achavam correto, e com isso não fez o que era preciso, amargando o fracasso.

Perdoar a si mesmo é uma atitude extremamente saudável para esses homens, visto que eles criaram muitas expectativas acerca de sua conduta na vida e não foram capazes de corresponder àquilo que esperavam de si. Essa é a maior razão de sua mágoa.

Para libertar-se dessa mágoa é preciso reconhecer as dificuldades que você enfrentava naquela época; obviamente, se tudo aquilo acontecesse hoje, você reagiria diferente. Mas na ocasião, deve-se levar em conta os seus próprios limites. Não podia ser diferente, aceite essa realidade pessoal e não se odeie por tudo o que ocorreu no passado.

Edifique-se interiormente para poder conduzir o presente de maneira digna e harmoniosa. Valorize-se pelo que é hoje, não se deprecie pelo que você deixou de realizar no passado. Na vida, há sempre uma nova chance para ser feliz.


Metafísica da Saúde 2

2 comentários: