Translate

Pesquisar este blog

quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

ANSIEDADE

A CURA DA ANSIEDADE


Você é uma pessoa ansiosa? Acha que sim? Sempre aflito para cumprir suas obrigações, faz tudo depressa como se não fosse dar tempo e anda sempre correndo? Você é daqueles que não suporta esperar mais que 10 segundos pra ver um vídeo na internet que está ‘baixando’ sem sentir irritação? A espera por um telefonema importante é angustiante, por um encontro,uma festa, uma entrevista de emprego, o retorno ao médico ou, até mesmo, a espera pelo fim de um dia difícil, te levam a sintomas típicos como taquicardia, respiração acelerada e tensão?! Estes são sintomas relacionados ao estado de alerta que acontece quando precisamos lidar com situações de estresse. 

Bem, se você se encaixou neste perfil, posso lhe afirmar: você não é ansioso! Você apenas está ansioso, pois a ansiedade não é um traço da personalidade nata e sim um transtorno, uma síndrome, um estado psicológico doentio. 

Ansiedade não faz parte do SER e sim do ESTAR. É um erro os pais dizerem aos seus filhos pequenos coisas do tipo ‘este menino é muito ansioso’, ou ‘deixe de ser tão ansioso’, porque acabam por condicionar esta criança a achar que aquele modo de se comportar é um “defeito” da personalidade, quando, na realidade, é apenas um estado emocional em desequilíbrio decorrente de exemplos, condicionamentos, ambiente e estilo de vida, e que exige tratamento, mas não algo a ser visto como uma característica de personalidade. 

Então, o que é a ansiedade? É medo! Medo do futuro, do amanhã, de não saber lidar com o novo, medo de fracassar! É o medo do imprevisível, do não controlável, exatamente por não possuir, ainda, autoestima calcada no autoconhecimento profundo, que permitiria a você não mais buscar se sustentar no externo, mas sim em si mesmo, nos valores internos, de quem se conhece e por isto aprendeu a se amar! 

Ansiedade é um transtorno e tem cura! E a cura começa na capacidade de se sustentar em si mesmo! A única forma de reduzir e, até mesmo, eliminar o medo do futuro, o medo da crítica e o medo da perda, é conhecer sua capacidade de lidar com situações difíceis, estudando sua personalidade e se valorizando em seus potenciais, assim você passa a ter fé em si mesmo, saber do seu valor, apostar em sua capacidade de se superar e ser vitorioso nos desafios da vida, e não se deixar mais pressionar pelo externo, estabelecendo seu espaço na vida e sabendo se auto respeitar em suas opiniões. 

A própria palavra ansiedade tem origem no Latim ‘anguere’, que significa apertar, estreitar, ou seja, não permita que os outros ‘estreitem’ seus caminhos e te pressionem a se adequar aos interesses alheios! Ganhe seu espaço, conquiste seu mundo exterior ao revelar o brilho de sua essência! Alargue seus caminhos e descubra novos mundos! Seja livre e espaçoso, no bom sentido, e nunca mais abra mão do seu direito de deixar sua marca neste mundo, contribuindo com o seu melhor, mas permita-se errar e acertar como etapas indispensáveis de um aprendizado!

Marcello Cotrim

4 comentários:

  1. muito bom! Ansiedade é medo, medo do novo! Estou passando por isso.... Gratidão pelas palavras de luz!

    ResponderExcluir
  2. Vivo isso há tempo! Infelizmente ainda não consegui me libertar, até mesmo porque fui diagnosticada pela minha psicóloga, como uma pessoa controladora, só fico bem se tiver controle total de pessoas e situações, mas sabemos que a vida é cheia de coisas novas e repentinas....Então sofro muito com essa ansiedade. Estou no momento conhecendo uma nova pessoa, e cheguei a passar mal de tanto desconforto gástrico e intestinal no dia em que marcamos para sair, fiquei com muito medo que ele desistisse em cima da hora. Adorei esse texto e espero por em prática pelo menos um pouco do que li. Bjos

    ResponderExcluir
  3. Quero mudar este quadro em minha vida...Como faço?

    ResponderExcluir
  4. Meu problema é com o amanhã. Obg pelo link Silva Machado Elaine.

    ResponderExcluir