Translate

Pesquisar este blog

terça-feira, 31 de dezembro de 2013

COMO PERDOAR?









Coloque-se no lugar do outro, não para sentir pena ou dó, que inclusive, são sentimentos que te fazem perder energia, e são pura projeção da sua personalidade, sentindo dó de si mesmo no lugar do outro, é egoísmo e não altruísmo, portanto, e sim para poder compreender o grau de evolução que o outro possui, suas limitações, sua infantilidade evolutiva, assim como é deste modo que nos perdoamos, compreendendo os nossos limites naquele estágio evolutivo.

Errar é o aprendizado de como não fazer! Acertar é o aprendizado de como fazer! Portanto, tanto acertar como errar fazem parte da evolução, não há como crescer sem vivenciar os dois lados! E é a compreensão do momento de cada um, inclusive e muito especialmente da sua responsabilidade em ter permitido, até mesmo por omissões, que o outro o atingisse, que te libertará dos ressentimentos, ou seja, dos sentimentos que se repetem na inútil tentativa de recuperar o tempo que já passou, provocando a perda do tempo presente, a única realidade que pode nos transformar! Livre-se do "peso morto" de cargas energéticas de pessoas e situações que te colocam em sintonia com o fracasso, com o medo, com o sentimento de culpa, etc, e pare de conflituar com estes fantasmas! Você mesmo se torna o seu maior obsessor quando nega suas própias chances de um recomeço de vida, colocando nas mãos de pessoas do passado o poder de te "deixar" viver em paz ou não, ao acreditar que estas pessoas tem algo a te ressarcir, ou indenizar!

Não fique esperando correção, ou pedidos de desculpas, ou de perdão, só para se sentir livre de reponsabilidades através da declaração de culpa de alguém, não seja autocorrupto, não minta pra si mesmo e assuma sua parte nas responsabilidades dos seus enganos, pois isto significa reconhecer que você tem poder sim, agiu errado sim, mas ergue a cabeça e recomeça!

E pare de dar poder aos outros, especialmente à quem não te deu valor, tenha sido por inveja ou menosprezo. Que tal desejar o bem a si mesmo, como nunca talvez você o tenha feito! Que tal se visualizar um ser humano próspero, livre, digno da felicidade, só pra variar um pouco?!

Por Marcello Cotrim

25 comentários:

  1. Adorei os textos do blog...beijoss

    ResponderExcluir
  2. Que bom que gostou! Bjos

    Se quiser pode me sugerir algum tema sobre somatização de doenças na visão metafísica.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fibromialgia....seria um ótimo tema !!

      Excluir
    2. Boa sugestão Raquel, postarei mais tarde. Obrigada!

      Excluir
  3. Se tiver algo sobre o transtorno da personalidade borderline...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Frank, eu não encontrei nos livros que tenho, mas vou continuar pesquisando.
      Encontrei essas informações que talvez vc já saiba.
      http://oglobo.globo.com/saude/borderline-um-transtorno-de-personalidade-no-limite-das-emocoes-6463834

      Excluir
  4. queria saber sobre diabetes e cardiopatia tenho os dois

    ResponderExcluir
  5. perdoar é essencial não guarde no seu coração amarguras isso faz mal a saúde .

    ResponderExcluir
  6. Amei este blog,fala d coisas q tem muito haver comigo,eu tenho vários problemas de saúde entre o pior deles sou portadora de LES (LÚPUS ERITEMATOSO SISTÊMICO),e ao ler este blog me identifiquei com tudo que descreve sobre as doenças e os sentimentos q temos interiormente q podem desencadear ou piorar tal situação....e percebi q preciso mesmo é cuidar mais d mim interiormente,da minha alma,da minha mente e me desapegar de cargas inúteis .Continue a escrever,vc não tem noção do quanto tudo isso pode mudar a vida de alguém.Parabéns.

    ResponderExcluir
  7. Oi Mary, fico muito feliz por vc ter entendido o meu propósito ao abrir esse Blog, eu acho que quando a pessoa tem a mente aberta para refletir sobre seus próprios problemas físicos e emocionais já é meio caminho andado para a auto-cura. Esses estudos sobre metafísica prova que toda doença tem cura, basta mudar seu padrão de comportamento, basta querer ver a vida com outros olhos... Estava lendo aqui sobre Lúpus e peguei isso pra vc:


    O Lúpus dentro de uma linguagem corporal expressa culpa, consciente ou não, ligada a experiências passadas que a pessoa sente vergonha de recordar. Ódio de si mesmo, autocastigo e incapacidade de perdoar-se. Tudo isso diz respeito à existência de instâncias morais e censuradoras muito sádicas e cruéis.
    A Cristina Cairo que é estudiosa sobre as causas emocionais das doenças diz que lúpus tem cura efetiva para aqueles que transformam as desgraças e as perdas em compreensão, aceitação e alegria pelas liçoes que aprenderam, ela sempre indica fazer a oração do perdão todos os dias por 3 meses.

    ResponderExcluir
  8. Olá Márcia,poxa fiquei tão feliz ao receber sua resposta em meu comentário,pois cada palavra positiva que uma pessoa como eu q tem vários problemas de saúde escuta,faz uma diferença enorme dentro da gente ,entende?
    Falo de uma diferença q vem do fundo da alma,algo q não sei como explicar,mas me faz sentir revigorada.
    Isso q achou sobre o Lúpus tem sim haver comigo,pois sou uma pessoa q não consigo perdoar,eu tento lutar contra isso,mas é mais forte q eu,sabe.E acredito sim no poder do pensamento,mas não porque as pessoas falam,digo por experiência própria,Deus já me deu provas q não só nossos pensamentos,mas palavras também tem um grande poder.
    Muito obrigada Márcia,isso vai me ajudar mto,assim como seu blog,espero ler mais e mais resenhas por aqui.E vou procurar essa oração do perdão,eu sei q preciso muito liberar esse sentimento ruim q carrego dentro d mim á tantos anos.Obrigada mesmo,fique com deus.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mary, achei alguns sites que tem oração do Perdão... escolha uma delas pra vc fazer.

      http://somostodosum.ig.com.br/conteudo/c.asp?id=02808 Essa é da Cristina Cairo

      http://www.sni.org.br/oracao_teste/exibe_oracao.asp?codora=74 Essa é da Seicho No Ie


      Beijinho e cuide-se!

      Excluir
  9. Olá, estou gostando muito dos post, mesmo tendo outras visões sobre os temas parece que tudo faz sentido, tenho muito a aprender e compreender ainda, obrigada pelas informações valiosas.
    Gostaria muito de saber mais sobre alergias, tenho duas filhas com alergias, sei que eu tenho muito medo de errar com elas, isso poderia ter passado medo a elas e assim elas terem desenvolvido alergias, isso poderia justificar, até porque os exames são apontam nada, fico procurando uma resposta, mas sem rumo.
    muito obrigada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Marcia,
      elas alergias respiratória e alimentar (leite e glúten), mas apresenta só reações clinicas e nenhum exame aponta alergia verdadeira.
      Segundo os pediatras a alergia respiratória é um resultada da alergia alimentar, mas já foi bem pior, tinham muitas outras reações a a um bom tempo venho buscando por soluções alternativas, como a minha cura principalmente e tenho certeza que isso tem refletido nelas pois tem apresentado melhoras, mas quero fazer mais pra elas.
      Obrigada.

      Excluir
    2. No tempo q o médico ia na casa de cada um ele poderia ver como é também o ambiente que as crianças vivem (dormem) para ver se este tem algum problema não visível facilmente a nossa vista, e ele tbem era geobiólogo (consultor de ambientes saudáveis). Pode procurar algum experiente no assunto, talvez.

      Excluir
  10. Olá, Márcia!
    Parabéns pelo belo blog. Adorando os textos!
    Se possível, você poderia postar sobre como trabalhar a baixa autoestima que acredito ter sido causada por rejeição ainda na vida intra-uterina?
    Obrigado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Flavio, obrigada!

      Vou postar algo sobre autoestima.

      Excluir
    2. Flavio, tem um canal no youtube do Gasparetto, e lá tem varios vídeos onde ele ensina agente resgatar a autoestimae a se valorizar...eu gosto bastante de ouvi-lo.

      https://www.youtube.com/channel/UCs2Jn5lmmyu--R04yBwhZpQ

      Excluir
  11. Minha pergunta é um pouco mais complexa. Como perdoar quem entende que não errou. Minha ex-mulher foi uma pessoa muito ruim. Me magoou muito durante e DEPOIS da separação. O pior é que sempre se vitimiza. Eu acabo por manter mágoa, raiva e até ódio dela em vários momentos. E estou CERTO de que isso só faz mal a mim. Como me libertar desses sentimentos. Como exercer o perdão a quem não quer ser perdoado. Gostaria muito de ler a opinião de vocês.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O perdão irá fazer bem à você... A pessoa nem precisa saber que vc perdoou. No seu caso, eu acho que em primeiro lugar vc deve SE perdoar por ter permitido essa pessoa entrar na sua vida, e agradeça pelo aprendizado. Pare de dar poder a ela de despertar esses sentimentos em vc, muitas vezes a pessoa nem sabe que te atinge dessa forma. Se valorize e vá viver outras coisas, conheça ou conviva com outras pessoas mais nutritivas, alegres e bem humoradas.

      Siga em frente... Abraços!

      Excluir
    2. Carpe Diem,

      Não se esqueça que as pessoas te tratam como vc se trata, se valorize e se ame. Se conseguir verá como isso ficara no passado e não mais te afetará..Vc se lembrará que essa pessoa apenas passou pela sua vida e te ensinou muita coisa.

      Excluir
    3. Concordo plenamente, Marcia ! Eu ainda acrescentaria ao nosso amigo a observação de que o afastamento fisico, mental e emocional em relacao à pessoa que o agrediu só pode trazer beneficios a ele, na medida em que favorece um completo "desligamento" do passado. Olhar para a frente renovando e colocando foco no amor que pode ser trocado com outras pessoas ao seu redor, para que ele não esqueça de que é um ser capaz de doar e de receber . O agressor é aquele que perdeu a capacidade de doar amor e, por consequência, não saberá reconhecer quando receber amor. Ele é um ser doente e sob esta ótica fica mais fácil perdoá-lo. O ser que sofreu a agressão, pensando assim , encontra dentro de si a generosidade que liberta o agressor da necessidade de retratação porque "doou" amor na forma de transcendência do ocorrido. E desta forma, o agredido se liberta dos lacos da raiva, do ódio e do ressentimento, aprendendo também a amar a si mesmo. Espero ter ajudado. Força para frente e deixe o agredido entregue somente a si mesmo. Tenha a certeza de que isto por si só já lhe é um terrivel fardo a ser carregado (pelo menos enquanto ele não despertar para o amor).

      Excluir
    4. Perfeita a sua colocação, Anonimo.

      Obrigada!

      Excluir