Translate

Pesquisar este blog

terça-feira, 6 de maio de 2014

A RAIVA E O FÍGADO


A medicina chinesa sempre associa as Doenças, dores, desconfortos corporais a sintomas emocionais. E vamos combinar, se pararmos para pensar as emoções abrem portas para as dores de nosso corpo. Não é mesmo?!
Um exemplo clássico é a Dor de Estômago: Quando estamos estressados o estômago começa a reclamar, ele diz: Tô aqui cheio de ácido! Você não está vendo não? Esse estresses está começando a me machucar! Que tal respirar um pouco e dar uma relaxada?!

Um outro sintoma que acho bem relevante mas não tão claro quanto o estômago é o Fígado,também na medicina chinesa há uma relação direta do Fígado à Raiva. 

Para me ajudar neste Texto vou redigir um Trecho de um livro da Musa Sonia Hirsch:
"Paciência  é um santo remédio, cultivá-la pode trazer a mais secreta das grandes recompensas. Contra a raiva, por exemplo. O Budismo aponta a raiva como o suprassumo da ignorância, a pior ação que um ser humano pode cometer contra si mesmo. Ué, mas a raiva não é dirigida ao outro? É. Mas quem sente? Nós mesmos!! O outro pode não estar nem aí - e a gente põe aquela cara horrorosa, a expressão terrível, pensando as piores coisas, nos envenenando por dentro. A raiva não resolve NADA. Só gera mais negatividade. Segundo o Budismo, destrói todos os méritos acumulados por ações positivas."

"É ai que, passo a passo entra a paciência. Primeiro a gente se da conta de que teve um ataque de raiva, e trata de se acalmar. Na vez seguinte vai se dar conta enquanto está tendo o ataque e ela perde a força, e assim consecutivamente. 
E está é uma forma de aprender a lidar com a raiva e diminui-la. E também a diminuir os problemas do fígado!
Entenda um pouco como a raiva está associada ao fígado e como tratá-la com hábitos saudáveis:
Pessoas com facilidade para sentir raiva tendem a ter o fígado mais sensível. Entre diversas funções, o fígado é uma espécie de filtro do sangue e das toxinas que ingerimos. Esse órgão prejudicado pela raiva em excesso e por uma alimentação indevida tende a funcionar mal, permitindo que a pessoa se intoxique mais facilmente e, inclusive, acumule toxinas no próprio fígado.
Existem várias formas de auxiliar o funcionamento do fígado e desintoxicá-lo, mas de nada adianta usá-las sem antes reequilibrar a energia poderosa, desperdiçada quando transformada em raiva, sentimento experimentado por muitas pessoas com esse órgão sobrecarregado. É preciso mudar os hábitos alimentares e emocionais para ir na raiz do problema. 


Na prática,

- Sucos verdes, que misturam frutas com folhas escuras também auxiliam na desintoxicação geral e podem auxiliar no funcionamento do fígado. E ainda, se nada ajudar, um suquinho de maracujá sempre ajuda!!
 Suco restaurador do fígado, de Conceição Trucom
1 beterraba pequena, 3 maças sem semente, folha fresca de boldo, suco fresco de 1 limão. Bata no liquidificador, coe e beba.

Um comentário: